O repasse dos títulos pagos é uma operação fundamental para os institutos.

A plataforma de batimento surgiu pois os bancos estavam recebendo os retornos de pagamento, mas diversos cartórios não estavam realizando o TED/DOC com o repasse dos retornos na mesma data. A solução sempre atendeu muito bem as CRAs, porém, o volume de repasses realizados todos os dias pode ser alto, e fazer a gestão desse processo demanda um grande esforço operacional por parte dos institutos.

O módulo de repasse por boleto surgiu com o objetivo de automatizar o processo de repasse dos títulos pagos e batimento do retorno para o apresentante. Com a solução, os cartórios pagarão os boletos em conformidade com os retornos enviados. A geração dos comprovantes e a liberação dos retornos serão realizadas automaticamente através do processamento do arquivo de retorno do banco com os boletos pagos.

O dinheiro será liquidado na conta do instituto, que repassará ao apresentante.

Já consolidada em alguns estados, a solução é uma boa alternativa para redução do esforço operacional e do risco de erros manuais nas transferências bancárias.

A adesão ao boleto de repasse não implica em custo adicional para os clientes que utilizam o sistema CRA21.

Quer implantar o repasse por boleto e agilizar o processo?

Entre em contato com nosso time de atendimento!

 

O recurso substitui os modos de repasse tradicionais (DOC/TED), possibilitando ao cartório gerar e pagar um boleto com o valor total dos títulos pagos referentes à uma data. O boleto poderá conter o retorno de todos os apresentantes, ou então, ser gerado um boleto para cada apresentante.

O valor pago será creditado na conta do IEPTB para os devidos repasses aos apresentantes.

A CRA poderá acompanhar os boletos gerados e processar no sistema o arquivo de retorno, emitido pelo banco, com os boletos pagos. Os retornos retidos na plataforma de batimento serão liberados automaticamente, com o devido cadastro dos comprovantes, assim que o arquivo for processado na CRA.

Para funcionamento da solução, é necessário que o instituto atenda a alguns requisitos operacionais:

  • Possua uma conta corrente no Bradesco com o mesmo CNPJ da CRA e a opção carteira de cobrança habilitada.
  • Geração de certificado digital tipo A1 para registro dos boletos no sistema do Bradesco.
  • O certificado digital deverá ser disponibilizado à P21, com senha, para implantação no sistema.

Conta corrente

A conta corrente deverá ser cadastrada em “Plataforma de Pagamento > Conta Corrente” com a opção “Repasse com boleto" habilitada:


Dias de vencimento: definido pelo cliente em alinhamento com Banco.

Taxa de boleto: provavelmente o Banco cobrará do IEPTB alguma taxa para o uso do serviço do boleto, registro etc. Desta forma, o IEPTB deve analisar sobre o que fazer:

– Não repassar os custos para o cartório e para o apresentante: deixar o campo em branco, e bloquear custas de demais despesas para os apresentantes.

– Repassar os custos para o cartório: cadastrar o valor da taxa. O cartório pagará o boleto com a taxa.

– Repassar os custos para o apresentante: cadastrar o valor da taxa. Nesse caso, o valor da taxa deverá ser diluído nos retornos pagos através do campo “Demais despesas”. O cartório pagará o boleto com a taxa.

*Nessa situação, a CRA deverá solicitar à P21 que o parâmetro seja alterado para que os boletos sejam gerados por apresentante.

Após isso, selecionar os apresentantes que receberão o repasse pela conta cadastrada:

 


Cadastro do apresentante

Em “Cadastro > Banco/Convênio > Alterar”:

    Gestão Financeira pela CRA. O operador da CRA deve informar que a gestão financeira desse apresentante é realizada pela CRA. 

Em “Cadastro > Banco/Convênio > Ações”:

    – Repasse cartórios: habilitar os cartórios que farão o repasse na conta da CRA.

    – Conta Repasse: cadastrar a conta que o apresentante receberá os repasses.

    – Retenção Retorno: marcar os municípios que terão os retornos de pagamentos retidos. O boleto de repasse poderá ser gerado somente com os retornos retidos na plataforma de batimento.

A geração do boleto é realizada através do cartório, e possui as seguintes etapas:


– Para gerar o boleto, o cartório deve acessar o menu de “Retorno > Boleto de repasse” e selecionar a opção gerar boleto:


Após clicar em gerar o boleto, será apresentando um campo para informar a data do retorno ao qual o repasse será realizado.

– Será somado o saldo dos títulos pagos para calcular o valor do boleto.

– Caso a CRA tenha solicitado à P21 que os boletos sejam gerados por apresentante, então será gerado um boleto por apresentante. Caso seja por movimento, então, será gerado um boleto conforme a data do retorno informada.

Após o cartório realizar o pagamento, não é necessário realizar a comprovação.

O instituto pode gerenciar os boletos gerados através do menu “Plataforma de Pagamento > Boletos de repasse”.

Com o dinheiro em conta, o instituto deverá baixar o arquivo gerado pelo banco e processá-lo no CRA21 através do menu “Plataforma de pagamento > Processar boletos”:


O sistema identificará os retornos retidos, cadastrará os comprovantes e liberará os retornos no processamento do arquivo, sem necessidade de utilizar a tela de pagamentos retidos.
 

O sistema CRA21 permite a geração de um arquivo PagFor contendo as transferências dos repasses para as contas dos apresentantes de forma automática.
Para isso, basta acessar o menu “Plataforma de pagamento > Repasse apresentantes”, informar a conta corrente e a data do movimento (retorno):
Após a geração, o usuário será transferido para a tela de “Arquivo repasse”. O arquivo PagFor estará disponível para ser baixado e processado no sistema do banco: